` Mini Pastéis de bacalhau! | Give me Flour

Give me Flour

Mini Pastéis de bacalhau!

February 3rd, 2012

Para aqueles que não estiveram aqui na semana passada, eu finalmente consegui abrir o bacalhau que comprei e que estava guardado na geladeira desde dezembro. Se te disser que esse é meu ingrediente favorito você vai pensar que sou totalmente insana né??

Bom, ainda não estou louca não. Isso é só um exemplo de como foi meu mês de janeiro. Mas eu não vou falar sobre isso novamente …… ops, acabei de falar, não foi?

Esqueça, vamos nos focar, o assunto agora é bacalhau. Eu até sorrio só de pronunciar a palavra: BA-CA-LHAU.

Para mim um bacalhau bem preparado é capaz de transcender qualquer sabor. Fora o lado afetivo, o fato de ser uma comida de festa, ingrediente caro, presente nos momentos mais felizes.

E mal sabia eu, depois de todos esses anos reclamando sobre os preços astronômicos de bacalhau no Brasil, que o meu maior problema aqui nos Estados Unidos seria encontrá-lo em vez de ter que pagar por ele.

Comprei um genérico uma vez num supermercado latino mas o produto era tão inferior que acabei desistindo. Minha salvação foram as vezes em que fui para o Brasil e que consegui saciar meus desejos e alimentar o vício.

Minhas esperanças cresceram quando encontrei essa caixinha de bacalhau no Whole Foods, um produto do Canadá, bem razoável. Espero que eles continuem a vendê-lo!

Voltei dessa última viagem sonhando com minha caixinha e não conseguia tirar da cabeça outra coisa senão o pastel de bacalhau do Mercado Municipal de São Paulo. Por isso resolvi criar minha versão e postar aqui no Give me flour.

Eu sei que pastel é uma coisa simples mas tenho certeza que você vai encontrar algumas dicas boas por aqui. Pra não falar do molhinho de azeitonas que te faz sentir nos céus!!

Bom, o primeiro passo é a dessalga do bacalhau. E uma dica é enxaguar ou lavar os pedaços de peixe antes de colocá-lo de molho. A idéia é se livrar de todo o sal que está visível. Com esse processo acabei levando menos de 24 horas para dessalgar meio kilo de bacalhau, trocando a água apenas duas vezes.

Nosso segundo passo então é assar o bacalhau em azeite de oliva, quase uma espécie de confit. Sinceramente, enlouqueço quando vejo uma receita pedindo pra cobrir o bacalhau com água e ferver até cozinhar, o que acaba eliminando grande parte do sabor do peixe. Por favor, não faça isso, a menos que você pretenda usar a água do cozimento em alguma preparação.

Depois de dessalgar, retire o bacalhau da água e deixe descansar sobre uma peneira por cerca de 5 minutos.
Coloque o peixe em uma forma pequena ou em um refratário que possa ser levado ao forno formando uma única camada. Adicione uma pitada de pimenta do reino, a folha de louro e um raminho de salsa. Adicione o azeite e cubra levemente com papel alumínio. Asse por cerca de 25 minutos a 180˚C.
Escorra o excesso de óleo, descarte a salsa, a folha de louro e desfie o bacalhau enquanto ainda está quente. Reserve.

Aqueça uma colher de sopa de azeite em uma frigideira média. Refogue a cebola e o alho por cerca de 2 minutos.

Adicione o bacalhau desfiado, a cebolinha e salsa picadas. Desligue o fogo, acrescente o queijo e misture bem até que tudo esteja incorporado. Verifique o sal e a pimenta. Deixe esfriar completamente.

 Monte os pastéis

Em uma panela média, esquente óleo suficiente para cobrir os pastéis. Prepare uma tigela pequena de água para pincelar as bordas da massa e selar os pastéis.
Coloque cerca de 2 colheres de chá do recheio no meio da massinha, deixando um espaço suficiente em torno das bordas. Pincele as bordas com água e cobra com outro pedaço de massa pressionando para retirar o excesso de ar. Aperte as bordas com a ponta de um garfo. Repita até que acabar todo o recheio.

Frite até dourar, virando na metade do tempo. Escorra e coloque sobre um prato forrado com papel toalha. Sirva quente com o molho de azeitonas.

Esse molhinho azeitonas, na minha opinião, é indispensável. É super leve, com apenas algumas nuances de azeitona mas o suficiente para elevar o sabor do bacalhau.

Esse molhinho pode ser feito à mão, usando um pilão ou um processador de alimentos. Basta cortar, amassar ou processar os 5 primeiros ingredientes acrescentando o azeite de oliva aos poucos, como se estivesse preparando um pesto. Certifique-se de deixar alguns pequenos pedaços de azeitona, a idéia não é fazer um purê. Verifique o sal, como as azeitonas já são bem salgadas, dificilmente você vai precisar de mais.

Você também pode ajustar a quantidade de azeite e deixá-lo ainda mais líquido. Pode ser guardado na geladeira por até uma semana e usado para incrementar um bifinho ou um frango assado.

Leave a Reply



Proudly powered by WordPress.
Copyright © Give me Flour. All rights reserved.