` Eu tenho um sonho! | Give me Flour

Give me Flour

Eu tenho um sonho!

March 14th, 2011

Vim para os Estados Unidos trinta e um meses atrás. Esse importante acontecimento veio como um grande farol de esperança para mim, uma pessoa que estava estagnada e presa nas chamas da língua inglesa. Veio como uma alvorada para iluminar a longa noite do meu cativeiro e me fazer capaz de aprender e decodificar livros de receitas americanos.

Mas 2 anos e meio depois eu ainda não posso desfrutar da minha liberdade. Dois anos e meio depois minha vida continua tristemente presa pelas algemas do sistema métrico e pelas correntes das libras e onças!!!

E apesar desse meu lamento acima ter um tom exagerado de paródia e não passar de uma evocação ao discurso do saudoso Dr. Luther King, lá no fundo eu não estou brincando. Inglês sempre foi uma enorme barreira na minha vida e com certeza ainda tenho muita a aprender mas, quando o assunto é cozinha, eu me sinto presa pelas algemas das medidas. Especialmente quando se tratam de receitas de confeitaria onde tudo é muito mais preciso.

Enquanto no Brasil se usa kilos, gramas, litros, mililitros, metros, centímetros, etc, aqui nos Estados Unidos as medidas adotadas são libras, onças, galão, quarto de galão, polegadas, pés, etc.

Só para te dar um exemplo, uma libra equivale a 450g enquanto 1 onça é igual a 28.35g. Agora me diga, o que são esses números? E as siglas então? Oz para onça – onces em inglês? Da onde vem esse “Z”? (Ficou curioso?)

Eu tenho tabelas de conversão espalhadas por toda a cozinha. Até mesmo um ímã de geladeira, presente de uma amiga e talvez um dos melhores que ganhei nos últimos tempos. Mas não basta só isso. Escrever minhas receitas para o blog requer muito trabalho e cálculo quando considero a quantidade dos ingredientes.

O melhor exemplo é a manteiga. A maioria das receitas americanas pedem “x” tabletes de manteiga. E todo mundo aqui sabe que manteiga geralmente é vendida em libra, uma caixinha de 1lb  que vem dividida em 4 tabletes de ¼ de libra ou 113g. Mas eu sei que no Brasil manteiga é vendida em barras de 200g, o que equivale a 0,444444444 libras. Não é um tablete, 1 ½, nem tampouco dois, é um número louco que me deixa cansada só de pensar nele!!!!!

E a mesma coisa acontece com o processo contrário, quando tenho que passar minhas receitas para o inglês. Desenvolvi a receita desse post quando estava aí no Brasil, inspirada em uma torta vendida numa das melhores confeitarias que já conheci, a Mister Cuca em Londrina. O resultado foi surpreendentemente bom e eu fiquei orgulhosa da minha criação, por isso achei que valia o esforço. E depois de ficar louca medindo um ingrediente e cortando outro, finalmente tenho a receita convertida.

E ainda que eu enfrente as dificuldades do presente e as dificuldades que ainda virão, eu continuo tendo um sonho!!!!

Eu tenho um sonho de que um dia o mundo todo use o mesmo sistema métrico de medidas!!!


Para a massa comece peneirando a farinha de trigo, o sal e o chocolate em pó tudo junto. Bata a manteiga com o açúcar até a mistura ficar cremosa e clara. Adicione a gema e bata até incorporar. Com as mãos, adicione os ingredients secos cuidadosamente, até formar uma massa coesa mas sem trabalhar demais a massa. Cubra com filme plástico e deixe descansar na geladeira por pelo menos 15 minutos.

Unte 4 forminhas de 10cm cada ou use formas anti-aderentes. Divida a massa em quatro e espalhe nos fundos e lados de cada uma delas. Esquente o forno a 180˚C. Cubra cada forminha com papel manteiga e preencha com feijões (os feijões funcionam como um peso e impedem que a massa se contraia no forno). Asse por 10 minutos, retire os feijões e asse por mais 8 a 10 minutos. Deixe esfriar por mais 10 minutos e desenforme.

Para o recheio de banana, misture todos os ingredientes e cozinhe em fogo médio até ferver. Deixe esfriar antes de usar.

Faça o creme de confeiteiro. Ferva o leite em uma panela pequena. Em um bowl, bata a gema com o amido de milho e o açúcar. Despeje o leite gradualmente sobre a mistura de gema, mexendo sempre. Volte a mistura para a panela e cozinhe até engrossar, mexendo constantemente. Desligue o fogo, adicione a baunilha e a manteiga mexendo para que ele se incorpore.

Cubra ainda quente com filme plástico tocando o creme. Isso impede com que aquela nata indesejável se forme. Deixe esfriar completamente antes de usar.

Para a ganache, ferva o creme de leite no microondas ou em uma panela. Adicione o chocolate e o mel e deixe repousar por 5 minutos para que o chocolate derrete com o calor do creme. Só então misture suavemente até incorporar. Dica: não misture demais a ganache para evitar a formação de bolhas e para obter uma cobertur mais homogênea. Use imediatamente ou guarde na geladeira e reaqueça antes de usar.

Cubra o fundo de cada torta com o recheio de banana e ponha uma colher cheia de creme de confeiteiro sobre ele. Enquanto a ganache ainda está líquida (se não, reaqueça antes de empregar), despeje sobre o creme de confeiteiro virando suavemente cada tortinha para conseguir uma cobertura lisa.

Deixe na geladeira por pelo menos duas hora antes de servir.

One Response to “Eu tenho um sonho!”

  1. Eloiza Carneiro

    Olá nos indentificamos muito com seu estilo de cozinhar, as fotos ficam muito
    boas, fizemos a bruscheta de pimentão, e torta de limão siciliano, próximo
    jantar faremos esta torta de banana com chocolate…
    Apesar da sua dificuldade, não desista o seu estilo é otimo, Parabéns
    Obrigada
    Eloiza

Leave a Reply



Proudly powered by WordPress.
Copyright © Give me Flour. All rights reserved.