` Give me Flour | - Part 17

Give me Flour

Promessas de Ano Novo!!!

January 3rd, 2011

Deixamos o Brasil há dois anos e meio para estudar nos Estados Unidos. Durante esse tempo viajei, aprendi, experimentei, conheci, vi, saboreei, ouvi, comi, chorei. Mas não me considero uma homesick, adjetivo usado em inglês para descrever pessoas que sofrem por estar longe de casa. Pelo contrário, amo cada aspecto dessa experiência, amo por causa do novo e amo porque tudo me faz olhar para minha cultura e minhas raízes com diferentes e melhores olhos.

Essa é a primeira vez que venho para “casa” para passar as festas de fim de ano com os que ficaram. Apesar da chuva, comum nessa época do ano, cada esquina onde ponho meus olhos parece brilhar como nunca brilhou antes e cada refeição, apesar dos quilos extra que ganhamos aqui, deixa o sentimento de que poderíamos ter comido mais.

Uma das grandes coisas contudo, foi rever o livro de receitas da minha bisavó, um livro de 83 anos que poderia tranquilamente ser chamado de livro de mágicas. Viajando por suas páginas me surpreendo cada vez mais com o grande significado que a comida tem para um povo, como ela ajuda a moldar certa identidade e preserver as mais velhas e ricas memórias.

Minha promessa de fim de ano? Manter vivas muitas lambranças!!!!

Não desejo virar a página, começar de novo ou prometer que tudo será diferente, pelo menos quando o assunto é comida. Quero trazer de volta bons sentimentos e memórias, manter viva a idéia de que as pessoas que amamos vão sempre estar presentes através de gostos que um dia saboreamos juntos.

Natal!!

December 24th, 2010

Pra mim o Natal começou cedo, quando chegamos no Brasil. Um colorido, quente e chuvoso natal cheio de grandes presentes: as velhas ruas, as mesmas casas, as mesmas pessoas, os mercados e suas frutas frescas, cheiros familiares e velhos sabores conhecidos!!

_________________________________________________________________________________________________

Holiday classics!

December 19th, 2010

Estamos em casa e, como já imaginava, está sendo difícil escrever.  E mais difícil ainda tem sido manter o foco e escolher que receita compartilhar. Aqui se come o dia inteiro, acredite!!!!

Resolvi então celebrar mais uma vez o encontro de dois mundos.  E para essa celebração, brigadeiro! A algum tempo ele vem deixando de ser doce de festa de criança e ganhando espaco em todo tipo de celebração (Confira esse lugar: Maria Brigadeiro). Por que não incluí-los também em nossa ceia Natalina?

Eggnog,  gingerbread e peppermint são,  a grosso modo, sabores que evocam o Natal e as festas de fim de ano na América do Norte.

Eggnog, uma espécie de gemada com um sabor acentuado de noz moscada, pode ou não levar uma bebida como rum, whisky ou brandy em sua composição.

gingerbread pode ser um termo usado para descrever muitas coisas, desde uma trufa a bolos e bolachinhas dos mais diversos formatos, sempre saborizados com melado e gengibre.

E peppermint, mais do que o gostinho refrescante de menta , já é sinonimo de Natal. É o sabor característico daquelas bengalinhas brancas e vermelhas que estamos tão acostumados a ver nas decorações de fim de ano. As candy canes, como são chamadas lá em cima, emprestam seu colorido e perfume a cupcakes, cookies ou barras de chocolate. Porque não fazer o mesmo com nosso estimado brigadeiro?

Difícil escolher? Eu sei, acabei fazendo os três!!!!

Muito simples e não requer prática.

Eggnog: Misture os 4 primeiro ingredientes em uma panela e leve ao fogo médio cozinhando sem parar de mexer. Essa massa, por conter mais ingredientes líquidos, demora um pouco mais para atingir o ponto de enrolar, aproximadamente 20 minutos. Quando estiver pronto, adicione o rum e misture até incorporar. Espere esfriar, faça bolinhas e, como sugestão,  passe em raspas de chocolate branco.

Gingerbread: Misture todos os ingredientes e cozinhe em fogo baixo até ser possivel vizualizar o fundo da panela, de 15 a 20 minutos. Espere esfriar, faça bolinhas e cubra com nozes pecans torradas e picadas.

Peppermint: Comece com a receita clássica de brigadeiro. Misture o leite condensado, a manteiga, o mel e o chocolate em uma panela. Leve ao fogo e cozinhe sem parar de mexer, até atingir o ponto de enrolar, de 15 a 20 minutos. Espere esfriar, faça bolinhas do tamhanho desejado e decore com pedacinhos de bengalinhas de menta quebradas. (Você pode tentar encontrar as tradicionais e legítimas candy canes em lojas de produtos importados ou casas especializadas).

Todas as receitas também podem ser usadas como recheio de bolos ou remédio para TPM!

mais um cookie….

December 9th, 2010

Estamos saindo para o Brasil em algumas horas. Muita expectativa e uma mistura de sentimentos tomam conta de mim: ver a família mais uma vez, visitar lugares familiares, bater papo em português, bater papo sem se preocupar em encontrar a palavra certa, comer junto, comer a comida que sempre comi. Ai, acho que preciso de um cookie, agora!!!

E no meio de tanta correria, arrumação de malas, checagem dos últimos detalhes, só da tempo pra uma receita já testada e mais que aprovada, uma boa e velha receita tirada do livro Cookies, de Martha Stewart, com algumas pequenas modificações, menos acúçar e muito mais chocolate!!!

Mais um, só mais um cookie e I’m ready to go!!!

Pré aqueça o forno a 180 ºC.
Combine os seis primeiros ingredientes em uma vasilha grande.
Bata a manteiga e os açúcares até a mistura clarear e ficar cremosa.
Misture os ovos e a baunilha.
Adicione os ingredientes secos e mescle somente até ficar homogêneo.

Misture o ingrediente que você escolheu (chocolate, nozes…).
Faça bolinhas e arrume-os em uma forma deixando um espaço de cinco centrímetros entre cada um.
Asse por aproximadamente 14 min. ou até dourar.

“Surprising Pot Roast”

December 6th, 2010

Sou apaixonada pelas festas de fim de ano mas, entre o peru de Ação de Graças e o Pernil de Natal, eu preciso de CARNE VERMELHA!!!!!

Nós brasileiros somos conhecidos mundialmente pelo amor ao churrasco e eu faço juz à fama. Mas isso pode ser um grande problema quando se vive fora do país. Não é todo dia que dá pra se comprar um filé, além do clima que não me deixa usar a churrasqueira tanto quanto gostaria. Então, carne assada é a solução (ou “pot roast”, como dizem aqui). Tudo que eu preciso é um pedaço de carne bom e barato e um forno!!!

E porque não deixar tudo isso um pouquinho mais sofisticado??? Uma estrela de aniz, apenas uma estrela, combinada com uma cerveja encorpada, é capaz de surpreender qualquer um e fazer uma peça inteira de acém parecer comida de rei!!!!

Apenas planeje com antecêdencia, essa receita requer certo tempo. Mas bem pouco trabalho, eu prometo!!!

O primeiro passo é fazer uma boa e rica “marinada seca”, ou seja, uma marinada que não contenha líquidos. E não se preocupe com sua abilidade e destreza com a faca, apenas corte a cebola, a cenoura e o salsão em pedaços pequenos ou simplesmente coloque tudo em um processador e deixe ele trabalhar por você. Misture-os com o azeite, as ervas e as especiarias. Reserve.

Tempere todos os lados da carne com sal e pimenta do reino moída na hora e esfregue-a com a marinada. Coloque a carne em um saco plástico, adicione o resto dos temperos, feche bem e deixe descansar na geladdeira por uma noite. Guarde a cerveja para o próximo dia, não beba agora!!!!

No dia seguinte, aqueça o forno a 180°C. Tire a carne da marinada limpando-a o máximo que conseguir (não descarte). Em uma panela que possa ir ao forno (de preferência de ferro), aqueça duas colheres de óleo, em fogo alto.  Doure a carne de todos os lados, dando tempo suficiente para que se forme uma boa crôsta. Adicione a cerveja, a marinada, cubra e asse por mais ou menos 1:30 a 2:00h, ou até que, espetando com um garfo, a carne esteja macia.

Fatie e sirva com o caldo!!!



Proudly powered by WordPress.
Copyright © Give me Flour. All rights reserved.